14 outubro, 2011

Emaranhado

...esse vazio

que ora me devora
ora me acompanha

é a parte que me cabe
no aparte que me ganha
é amor que não me sabe
na vontade que é tamanha

esse vão que me consome
na saudade se faz sanha
d'um amor que não me vale
d'um ardor que me arrebanha
...
é ausência que faz hora
num relógio que emaranha.

Monica San

3 comentários:

  1. Obrigada pela visita Aquiles, é sempre bom vê-lo por aqui.
    bjos!

    ResponderExcluir
  2. Lindo como sempre Monica,

    Parabéns ...

    ResponderExcluir

Respeite os direitos autorais